Como iniciar uma carreira em desenvolvimento de sistemas

Como iniciar uma carreira em desenvolvimento de sistemas

O começo de uma carreira é sempre difícil. Você tem uma ideia do que quer fazer, mas não consegue ver por onde começar: devo fazer uma faculdade? Devo fazer um curso? Que linguagem eu escolho? Inglês é importante? Mario ou Sonic? Biscoito ou bolacha? Passarei aqui algumas idéias minhas sobre o assunto.

Sou programador a 8 anos, e nesse meio tempo passei de programador júnior a lider de equipe. Em meio a muitos tropeços e acertos, eis aqui o que aprendi:

Faculdade, fazer ou não?

Já começo dizendo que sou formado em análise e desenvolvimento de sistemas. Mas não acredito nessa forma de educação! Ao menos, não nas escolas particulares que temos espalhadas pelo Brasil. Uma instituição pública, nesse sentido, é muito melhor.

Se você puder investir tempo (e algum dinheiro), para estudar e passar numa universidade pública, faça isso! Sem sombra de dúvidas!

Se não puder, pondere bem, você passará alguns anos de sua vida numa “faculdade” que poderá não te dar o retorno esperado.

E ainda tem o meu caso, onde a empresa que eu trabalho somente contrata pessoas com curso universitário, daí você terá que ter esse diploma.

Eu realmente acredito que se você tiver disciplina, curiosidade e força de vontade, um diploma não fará diferença para você.

Qual linguagem eu aprendo?

Tente encaixar o seu perfil a linguagem com a qual trabalhará. Algumas linguagens são mais engessadas e conservadoras (como o Java, por exemplo), outras dão mais liberdade (como o PHP ou Python) para o bem ou para o mal. Ainda tem aquelas que são totalmente fora da curva (como Go ou Haskell).

Experimente cada uma, veja com qual você se identifica mais.

O importante aqui é: escolha uma na qual você vai se dedicar mais, mas tenha mais uma ou duas na manga. Ver como outras linguagens funciona melhora o seu vocabulário na linguagem que escolheu, e se um dia a sua linguagem morrer você ainda pode trabalhar com outras.

I don’t speak english

O inglês é importante. TODA linguagem que você procurar vai possuir documentação em inglês. Excelentes livros estão em inglês. Ótimas palestras são em inglês. Então faz parte aprender inglês.

Tire uns 20 minutos por dia para aprender, ao menos, a leitura. Use o Duolingo que é ótimo para quem está começando e precisa de uma noção da lingua.

Estude!

As coisas mudam muito rápido em programação. A técnica que hoje é a crista da onda (assim como essa expressão), amanhã estará ultrapassada. Lembro que quando comecei a estudar, o grande barato era MVC, tudo era MVC, se não fosse MVC era uma merda! Hoje em dia quase não se fala mais nisso.

Você precisa se aprimorar sempre, buscar novas formas de fazer o trabalho.

Ler livros, ver vídeos de palestras e cursos, ir em eventos… Tudo isso vai te tornar um profissional melhor.

Não seja babaca

Não seja babaca, não seja babaca. Lembre-se desse ponto agora, onde você está. Daqui alguns anos, você pode receber uma dúvida e pensar “nossa que cara burro!”. Não seja babaca. Ajude quem está começando, dê dicas a quem te pedir. Não ache que a pergunta da outra pessoa é sem sentido. Quando você começou você também não fazia idéia de como as coisas funcionam. Somente não seja aquele que dá a resposta sempre, quando você começou bateu muita a cabeça, então você sabe que ter dificuldades ajuda também ;)

Ambiente

Aqui entra todo ambiente a sua volta, seu sistema operacional, seu hardware, seus softwares. Desde já veja qual sistema operacional é o melhor para a linguagem que escolher se dedicar. Não tente estudar .NET num Linux ou Objective C num Windows, você só terá dor de cabeça.

Veja também qual o tipo de música te empolga mais. Para programação, que é uma atividade que exije concentração, o melhor é música instrumental, mas nada impede de usar outros tipos de músicas. Invista em um bom fone de ouvido também.

Nesse ponto entra também o seu editor. Você pode usar um editor de texto puro, como o Sublime Text ou VIM. Como pode também investir em uma IDE completa como o Netbeans ou Eclipse. Isso vai depender da linguagem que usar e o seu gosto.

Deixe o seu ambiente confortável o bastante para você trabalhar. Não use aquele editor, ou ouça aquela música só por que alguém te disse isso. Experimente, use, teste e então decida qual o melhor pra você.

É isso, espero ajudar um pouco quem está pensando em iniciar nesse ramo! Até.

PS 1: Nunca diga “eu sou programador PHP”, você é um programador. Ponto. Não deixe uma linguagem definir você.

PS 2: Aprenda Shell Script vai te poupar muitas horas de trabalho monótono no Linux.

PS 3: Invista uma graninha num bom teclado. Vai mudar sua vida.

PS 4: VIM é melhor que EMACS! Brincadeira.

Xbox 360: Java é uma ótima linguagem de programação

comments powered by Disqus